O convite dirigido a Miguel Pereira para criar “Peça Feliz” surgiu há cerca de quatro anos, em plena crise financeira e pré Brexit. Na génese deste trabalho está a canção de 1929 “Happy Days Are Here Again”. A partir dela foi sendo construido este espectáculo, interpretado por Sofie Burgoyne e António Onio.

É um hino à felicidade não deixando, no entanto, a ironia de parte. Os dois performers desfiam historias (pessoais?) num primeiro momento. A partir daí, derivam para um universo no plano do fantástico e fantasioso, com um crescendo de energia e de “loucura”.

Na parte final desta peça feliz, os interpretes surgem vestidos de forma muito colorida e interpelam o público, num exercício de improviso muito bem conseguido. Terminam com uma declaração que, não sendo feliz, diz muito das nossas vidas actuais.

Sofie Burgoyne e António Onio são dois interpretes muito competentes, tanto no movimento como na palavra. Também os figurantes cumprem o seu papel de forma eficaz, acrescentando elementos à cenografia, e uma boa dose de humor.

Miguel Pereira traz-nos uma peça que é um crescendo de energia, e deixa-nos um elemento de esperança que, admite, é “necessária para acreditar que alguma coisa ainda é possível”.

“Gorgeous”.

22-25 Novembro 2017
Maria Matos Teatro Municipal
Lisboa

conceção e direção: Miguel Pereira
interpretação: Sofie Burgoyne e António Onio
participação/figuração: Ana Paula Gusmão, Beatriz Pires, Camilla Morello, Diogo Cadete, Helena Dawin, Inês Cartaxo, Jessica Guez, Luís Odrizola, Maria Matos, Mafalda Ferraz, Naieem Coutinho, Rute HugmeNow, Sara Montano, Sara Palácios, Valentina Parravicini e Vitória Grilo
assistência: Pietro Romani
música: Miguel Feraso Cabral
desenho de luz: Eduardo Abdala
colaboração (espaço cénico e figurinos): André Guedes
edição sonora e arranjos: Miguel Feraso Cabral
produção: O Rumo do Fumo
coprodução: Maria Matos Teatro Municipal e Teatro Municipal do Porto/Festival DDD – Dias da Dança
residência artística: Teatro Maria Matos – Estúdio Tobis
apoio: Companhia Nacional de Bailado, Dance 4 (Nottingham), National Lottery / Arts Council England (1ª fase do projecto), EGEAC e Teatro Nacional D.Maria II

foto: Bruno Simão

O Rumo do Fumo é uma estrutura financiada pela República Portuguesa | Cultura/DGArtes
Apresentação no âmbito da rede Create to Connect com o apoio do Programa Cultura da União Europeia

Categorias: Dança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *