“EXIT EXIST” é a palavra de ordem do mais recente espectáculo de Mariana Tengner Barros. Estas palavras, que aparecem compostas no seu título, dão o mote para um evento/performance/festa a que podemos assistir até dia 29 de março.

Numa coprodução com o Teatro Maria Matos, “EXI(s)T(s)” é apresentado fora de portas, num dos estúdios Tóbis (Lumiar). Este espaço amplo é uma afirmação de liberdade tanto para os artistas como para o público, que lá pode circular livremente. Esta liberdade permite dispor os performers a grande distância uns dos outros, e permite-lhes circular numa área muito maior do que a de um palco, o que se reflecte na forma como o espectáculo é transmitido e também experienciado.

Os seis performers levam-nos numa viagem entre a ficção e a realidade. Entre o estar no momento e o estar noutra dimensão. Entre a dificuldade e a festa.

Nos últimos tempos, Mariana Tengner Barros tem feito um trabalho de pesquisa que “tem o objetivo de explorar formatos de espetáculo que reformulem a qualidade da atenção do espectador, ao criar linhas dramatúrgicas onde apresenta, em simultâneo, a multiplicidade de informação do conceito de obra”. Ora isso é muito presente em EXI(s)T(s), em que se põe em causa o formato da obra e o papel do espectador.

Os vários quadros que compõem o espectáculo vão desde a prisão à libertação e desde o silêncio à rave.

Mariana Tengner Barros em entrevista a Claudia Galhós (Expresso): “Dizem os cientistas que sabemos muito pouco sobre os buracos negros, mas são uma espécie de ponto de não retorno em que és sugado lá para dentro e ninguém sabe o que acontece do outro lado”.

É mais uma obra de relevo de Tengner Barros, nome cada vez mais firmado na dança contemporânea e de quem esperamos constante inovação e questionamento.

A festa continua…

EXI(s)T(s), de Mariana Tengner Barros
Tóbis
23-29 março 2018

cocriação e interpretação:
Bdjoy, Cláudio Vieira, Diana Bastos Niepce , Elizabete Francisca, Mariana Tengner Barros e Sade Risku
participação especial:
Flávio Varela e Mónica Rocha
música e sonoplastia:
Jonny Kadaver em colaboração com Bdjoy e Zoid Factory
artista multimédia:
Zoid Factory
apoio dramatúrgico:
Nuno Miguel
direção técnica e desenho de luz:
Nuno Patinho
figurinos:
Romana Mussagy
produção executiva:
Daniela Ribeiro

Categorias: Dança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *