No fim de cada ano fazem-se balanços. Pois que não é muito original, mas gosto de os fazer. 2017 marcou o meu regresso em força à “cena” cultural, e no fim do ano listei os espectáculos a que assisti. Este ano volto a fazê-lo. Foi um ano intenso, de consolidação do contraCenas e mais um ano de crescimento para o Coffeepaste. Estive presente em muitos eventos, para além dos 85 espectáculos a que assisti, mais coisa, menos coisa. Continuei a conhecer gente incrível, que enriquece o nosso panorama artístico e cultural: Programadores, académicos, técnicos, jornalistas, artistas… os artistas!  2019 avizinha-se cheio. A lista de 2018 fica aqui registada (poderão faltar alguns). A luta, essa continua!

Janeiro

  • Actores, de Marco Martins – São Luiz Teatro Municipal
  • Chego sempre atrasada aos funerais importantes, de Catarina Vieira – Maria Matos
  • Cavalos Selvagens, de Bruno Alexandre – Culturgest
  • Icosahedron, de Tânia Carvalho – Maria Matos Teatro Municipal
  • Jornalismo Amadorismo Hipnotismo, de Rui Catalão – Teatro Nacional D. Maria II
  • Olá, eu sou o Pai Natal, de Tiago Barbosa – Negócio ZDB
  • Tanizaki, de De Warme Winkle – Maria Matos Teatro Municipal
  • O Grande dia da Batalha, de Jorge Silva Melo – Teatro Nacional D. Maria II

Fevereiro

  • Ishá – A mulher que, de Susana Paixão, Joana Brito Silva, Mariana Fonseca e Beatriz Baptista – Teatro Amélia Rey Colaço
  • 27 Ossos, de Tânia Carvalho – São Luiz Teatro Municipal
  • Se eu vivesse tu morrias, de Miguel Castro Caldas – Culturgest
  • Muros, de Né Barros – Centro Cultural de Belém
  • Cabarética, de Martim Pedroso e João Telmo – Teatro do Bairro
  • Walking with Kylián. Never Stop Searching, de Paulo Ribeiro – São Luiz Teatro Municipal
  • Democracy in America, de Romeo Castellucci  – São Luiz Teatro Municipal
  • Olhos Caídos + «S», de Tânia Carvalho – Teatro Camões
  • You Need Heart To Play This Game, de Plataforma 285 – Maria Matos Teatro Municipal
  • A Rainha, de Ana Ribeiro e António Duarte – Latoaria

Março

  • The Great Tamer, de Dimitris Papaioannou – Centro Cultural de Belém
  • Banda Sonora, de Ricardo Neves-Neves e FIlipe Raposo – São Luiz Teatro Municipal
  • Ex-zombies: uma conferência, de Alex Cassal – Teatro Nacional D. Maria II
  • Sweet home Europa, de Davide Carnevali (Encenação João Pedro Mamede) – Teatro Nacional D. Maria II
  • Cervical Kid, de Vasco Diogo – Rua das Gaivotas6 (Festival Cumplicidades)
  • Coexistimos, de Inês Campos – Espaço Alkantara (Festival Cumplicidades)
  • Montanha Russa, de Miguel Fragata e Inês Barahona – Teatro Nacional D. Maria II
  • EXI(s)T(s), de Mariana Tengner Barros – Tóbis
  • Exposição: Leonardo da VInci – O Inventor – Cordoaria Nacional
  • A Noite da Dona Luciana, de Copi (Encenação Ricardo Neves-Neves) – T Municipal Joaquim Benite

Abril

  • Raio X, de André Braga e Cláudia Figueiredo – São Luiz Teatro Municipal
  • Lindos dias!, de Samuel Beckett – São Luiz Teatro Municipal
  • Ensaio para uma Cartografia, de Mónica Calle – Teatro Nacional D. Maria II

Maio

  • Manuel Rebelo, Igreja de S Domingos
  • E se elas fossem para Moscou, de Christiane Jatahy – Teatro Nacional D. Maria II
  • Aurora de Areia, de Aurora Pinho – Rua Das Gaivotas6
  • Entrevistas, de Tiago Cadete – Rua das Gaivotas6
  • A Floresta que Anda, de Christiane Jatahy – Teatro Nacional D. Maria II
  • As Práticas Propiciatórias dos Acontecimentos Futuros, de Vera Mantero – Culturgest
  • Cortado por todos os lados, aberto por todos os cantos, de Gustavo Ciríaco – Teatro Nacional D. Maria II

Junho

  • O que não acontece, de Sofia Dias & Vítor Roriz – Teatro Nacional D. Maria II
  • Imitation of Life, de Kornél Mundruczó – Teatro Nacional D. Maria II
  • LUMI, de Marko Milić – Rua das Gaivotas6
  • E todas as crianças são loucas, de As Crianças Loucas – CAL
  • La Plaza, de El Conde de Torrefiel – Maria Matos Teatro Municipal
  • Inoah, de Bruno Beltrão – Culturgest
  • Ítaca – Nossa Odisseia I, de Christiane Jatahy – São Luiz Teatro Municipal
  • From afar it was an island, de João Fiadeiro – Teatro Nacional D. Maria II
  • A Cara que a Realidade Merece, de Divas Iludidas – Rua das Gaivotas6
  • O Assalto, de Susana Cecílio – Teatro Meridional
  • A educação da desordem, de Clara Andermatt – Negócio ZDB
  • Cinderela, de Lígia Soares – São Luiz Teatro Municipal
  • Jângal, de Teatro Praga

Julho

  • Sérgio Godinho – São Luiz Teatro Municipal
  • Isabella’s room, by Needcompany – Festival de Teatro de Almada
  • I’m so excited, de Mário Coelho – Rua das Gaivotas6
  • Colónia penal, de Gean Genet (Enc. António Pires) – Teatro do Bairro
  • Não nasci para odiar mas para amar, de Tiago VIeira – Teatro Romano
  • O dia do Sabat, de Miguel Loureiro – Rua das Gaivotas6

Setembro

  • Anita Escorre Branco, de Odete – Rua das Gaivotas6
  • Timão de Atenas – São Luiz Teatro Municipal
  • Margem, de Victor Hugo Pontes – Teatro Curvo Semedo
  • The Hamlet Complex – Oslo Opera House
  • Proposições, de Carlos Oliveira – Rua das Gaivotas6
  • Teatro, de Pascal Rambert – Teatro Nacional D. Maria II
  • Laginha, Argüelles e Norbakken – São Luiz Teatro Municipal

Outubro

  • E.le.men.to  – Espaço da Penha
  • O grande tratado de encenação, de TEP – Teatro Nacional D. Maria II
  • Camané – Centro Cultural de Belém
  • The Brandenburg Concerts, de Anne Teresa de Keersmaeker – Culturgest
  • ENDLAND, de Rabbit Hole – Rua das Gaivotas6

Novembro

  • Swan Fake, de António Torres – Rua das Gaivotas6
  • Worst of, de Teatro Praga – Teatro Nacional D. Maria II
  • Netos de Gungunhana, de O Bando – São Luiz Teatro Municipal
  • Don Juan Esfaqueado na Av da Liberdade – São Luiz Teatro Municipal
  • La Valse + A Sagração da Primavera – Teatro Camões
  • Stand Still You Ever-Moving Spheres of Heaven, de Chiara Taviani & Henrique Furtado – CAL
  • Previsão do Tempo, de Daniel Pizamiglio e Romain Teule – Rua das Gaivotas6
  • Parece Que o Mundo, de Clara Andermatt e João Lucas – São Luiz Teatro Municipal
  • Atmavictu, de Bestiário – Escola de Mulheres
  • Moi, Corinne Dadat, de Mohamed El Khatib

Dezembro

  • Geminis, de António Torres & Sérgio Matias – Alkantara
  • www.we want waffles #1, de João Estevens – Alkantara
  • Fausto, de Mala Voadora – Centro Cultural de Belém
  • Onde não puderes amar não te demores, de Daniel Gorjão – Teatro Taborda
  • Crowd, de Gisèle Vienne – Culturgest
  • Quarto Minguante, de Joana Bértholo – Teatro Nacional D. Maria II
  • Je suis Bovary, de Patrícia Portela e Leonor Barata – Casa Fernando Pessoa
  • Por Amor, de Patrícia Portela e Leonor Barata – São Luiz Teatro Municipal
  • A Casa de Bernarda Alba, de João Garcia Miguel – Teatro Ibérico
  • Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll – Teatro Nacional D. Maria II
Categorias: Reflexões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *